Categoria: Uncategorized

    Programa de bolsas de estudos bate novo recorde com 1.032.873 candidatos

    Disputa geral no Prouni 2019 fica com 6,3 candidatos por vaga. Concorrência foi muito menor do que no Sisu

    A previsão do Blog do Prouni, de que o número de candidatos iria crescer ainda mais nas inscrições Prouni 2019. À meia-noite de segunda-feira, dia 21 de janeiro, o sistema fechou com 1.032.873 candidatos que vão passar dias de ansiedade até sair o resultado da primeira chamada no dia 24 de janeiro. Só na última hora de inscrições foram 23 mil novos candidatos.

    O estado que mais colocou candidatos na lista de inscrições foi São Paulo, com 187.489 inscrições, ficando Minas Gerais e Rio de Janeiro no segundo e terceiro lugar, com 141.839, e 75.935 candidatos, respectivamente. Conquistar uma bolsa pelo Prouni 2019 será mais fácil para os candidatos do que vencer a disputa por uma vaga no Sisu. Na disputa por ampla concorrência a média geral foi de 9 candidatos por vaga no Sisu. Já a disputa nas cotas foi bem mais apertada, com praticamente 50 candidatos por vaga.

    • 23,3% das bolsas do Prouni 2019 foram para educação a distância

    Um fator importante no Sisu 2019 é a oferta de 23,3% das bolsas de estudo para cursos de graduação oferecidos pela modalidade da educação a distância.  Dentre as 162.329 bolsas do Prouni 2019 estão colocadas para cursos a distância 37.783.

    A educação a distância é a forma de ensino que mais cresceu no Brasil nos últimos anos, superando em termos percentuais o crescimento de alunos nos cursos presenciais tradicionais. E, nas provas do ENADE, exame que mede a qualidade de saída do estudante do ensino superior, os alunos a distância estão se saindo até melhor do que os colegas do ensino presencial. A mensalidade nos cursos a distância é 50% menor do que nos cursos presenciais. E, mesmo assim, é importante conquistar uma bolsa para quem precisa.

    Read More

    Mais de 12 milhões de famílias em todo território nacional são auxiliadas pelo Governo Federal

    O Bolsa família é um programa do governo que beneficia muitas famílias em situações de pobreza, atendendo mais de 12 milhões de famílias em todo o território nacional. O programa é integrado ao fome zero que tem o objetivo de alimentar adequadamente, promovendo a segurança alimentar e nutricional de pessoas menos favorecidas. O valor do benefício recebido pela família pode variar entre R$22,00 a R$ 200,00 dependendo do número e idade dos filhos.

    Como fazer o cadastro e quem tem o direito de receber o benefício?

    Para fazer o cadastro no Programa Bolsa Família é muito simples. Primeiro é preciso saber se você tem direito de receber o benefício, pois existem alguns critérios e restrições. É preciso que a renda por pessoa dos moradores da residência seja de R$120. Para saber se você pode receber o benefício faça a soma dos salários de todas as pessoas que moram em sua residência e divida pelo total de pessoas. Quanto menor for a renda por pessoa da casa a possibilidade de ser aceito no programa é maior.

    Você deve ir a um setor responsável pelo programa bolsa família que fica na prefeitura de sua cidade. Você deverá velar seu título de eleitor, CPF e RG e solicite seu cadastro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

    Para fazer o seu cadastro leve os seguintes documentos:

    • Característica do domicílio, descreva o que possui em sua casa como, por exemplo, quantos eletrodomésticos existem na casa, se possui carro, entre outros.
    • Número de pessoas que moram na residência para que possa verificar o valor que lhe será fornecido.
    • Número do documento civil de cada morador.
    • Qualidade escolar e profissional de cada pessoa que mora na residência.
    • Comprovante de despesas, pois através dele é verificada a veracidade das informações.

    O valor que você poderá receber vai depender da renda mensal de toda a família e da quantidade de filhos que você tem menores de 17 anos. São três tipos de benefícios, saiba quais são eles:

    • Valores bolsa família básico: R$ 62,00 – Para famílias extremamente pobres, com renda mensal por pessoa inferior a R$ 60,00.
    • Bolsa família variável: R$ 20,00 – Para famílias pobres com renda familiar por pessoa de até R$120,00. Nesta modalidade cada família pode receber até 3 bolsas famílias.
    • Bolsa família variável vinculado ao adolescente: R$ 30,00 – Para adolescentes com idades entre 16 a 17 anos que estão frequentando a escola. Nesta modalidade cada família pode receber até 2 bolsas.

    Não deixe de conferir o Calendário Bolsa Família 2019 para saber quando você poderá realizar o saque do benefício.

    Observação

    Para receber o bolsa família todos os menores de idade que moram na residência precisam frequentar a escola e crianças que são menores de 7 anos precisam estar com as vacinas em dia. No caso de gestantes é preciso fazer o pré-natal. As crianças que foram retiradas do trabalho infantil precisam frequentar os serviços socioeducativos do governo.

    Para saber mais e tirar todas suas dúvidas sobre o bolsa família você pode baixar em seu computador a Apostila do Bolsa Família, que foi desenvolvida pelo Governo Federal, ensinando tudo o que você precisa saber sobre o benefício.

    Read More